social link youtube social link twitter social link facebook

    logotipo


    patreon

    barra vermelha

    A frase

    — Por quê, meu Deus?! Por quê? — se perguntava a assassina viúva. Era teatro. Rebeca sabia muito bem por que tinha matado o marido. Foi por causa da frase. Da frase e da concepção da frase. Mas isso ela jamais admitiria.

    Um pré-texto que não é um pretexto

    Um texto que, me sussurra o superego aqui no ouvido, nada mais é do que uma reprodução mais aprimorada, elegante e extremamente bem-escrita de um lugar-comum: o texto sobre não ter ideia do que escrever. Talvez seja um rito de passagem para todo cronista.

    D.

    Lembro do episódio e do menino (a quem chamarei apenas de “D.”) sempre que o vejo na televisão, o sotaque carregado, o narcisismo messiânico, o humor sem graça, os olhinhos encantados com a própria virtude, guiando a turba em sua cruzada contra a corrupção. E concluo: aquele soco teria feito bem a nós dois.

    Mais de Paulo Polzonoff Jr.

    Receba a newsletter

    Joomla Forms makes it right. Balbooa.com

    patreon

    ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

    Mínimo Múltiplo

    Porto Alegre - RS

    Rua João Abbott, 283/202
    Petrópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90460-150
    By iweb