Get Adobe Flash player
 

O que vai acontecer com Temer?

Fica até 2018
Sai antes
Ele e Dilma vão descobrir que se amam, lembrar os bons momentos juntos e reatar

 
 



    Apesar de idealizador, diretor, editor e colunista (e por enquanto é isso) do Mínimo Múltiplo, Lucas Colombo não é viciado em Internet, nem se considera um grande conhecedor do meio. Pensa como o jornalista Sérgio Rodrigues, que se diz “um jornalista que usa a Internet”, apenas. Tem especial apreço por jornalismo impresso, exercitando com freqüência sua paixão por ler revistas e jornais antigos – seus amigos já sabem que, para agradá-lo, basta encontrar, perdido num fundo de gaveta, um exemplar do Pasquim, de Realidade, Fatos & Fotos, Eu Sei Tudo ou uma Veja da década de 1980 e dar de presente para ele. Lucas, porém, gosta das possibilidades várias que a web oferece e a considera ferramenta indispensável para a comunicação contemporânea (com o perdão do clichê). Para ele, há muita coisa boa na Internet – brasileira, inclusive. Sim, caro leitor: Lucas pensa que, apesar de o atraso imperar no Brasil, o país (ainda) não está condenado a viver para sempre nas trevas. Há gente empreendedora, consciente e criativa por aí.

    Formado pela Unisinos (São Leopoldo/RS), Lucas teve sua monografia de conclusão de curso aprovada com nota máxima. Foi editor e colunista da revista on-line de cultura Usina Pazza, a qual criou, em parceria com a jornalista Maria Luiza Cardinale, na empresa Pazza Comunicazione, de Porto Alegre/RS. Participou do projeto Usina de Saberes em Comunicação, na Unisinos, e foi colunista de um jornal do interior do RS. Foi editor de dois especiais radiofônicos indicados a prêmios. Atua em jornalismo cultural desde 2004. Foi idealizador, produtor e mediador das séries de entrevistas e debates culturais “Nomes & Obras” e “Palavra Composta”, parceria entre o Mínimo Múltiplo e a livraria Letras &Cia., de Porto Alegre, em 2010. Colabora com revistas da área cultural e é, também, professor do curso de extensão “Jornalismo cultural: prática, discussão, discussão da prática”, oferecido pela Unisinos.

    Lucas aprecia e tem como referência o trabalho de Daniel Piza (colunista do Estadão), Paulo Francis (como faz falta!), Millôr Fernandes, Ivan Lessa, revista The New Yorker, programa Manhattan Connection e site NoMínimo, infelizmente já extinto.